DMAE solicita economia de água em virtude de estiagem

“Estamos em um momento crítico devido a três fatores: mananciais com níveis cada vez mais baixos, aumento da temperatura e não há previsão de chuvas para os próximos dias. Por isto, estamos solicitando à população que economize água para que possamos evitar a racionalização ou a falta de abastecimento”. O alerta é do diretor do DMAE, Antonio Roberto Menezes, que disse ainda sobre o risco de penalidade àqueles consumidores que forem pegos lavando calçadas e carros.

“A lei que criou o DMAE permite a tomada de providência em relação aos consumidores que forem pegos lavando calçadas e carros, notadamente em períodos como este, em que se faz necessário mais ainda, utilizar a água de forma racional. Assim, estamos em um primeiro momento solicitando a toda população que nos auxilie a preservar o abastecimento. Porém, podemos, mesmo que contrariando a nossa vontade, ter que penalizar algum consumidor com o corte no abastecimento, caso se comprove que este esteja usando a água de forma inadequada. Estamos trabalhando internamente para assegurar a normalidade do abastecimento e contamos com a colaboração de cada morador da cidade”, ressaltou Menezes.